Pai da ‘Capitã Cloroquina’ morre após complicações da Covid

Já estamos para chegar ao fim de 2021, e a covid-19 ainda deixa vítimas. No Brasil, foram registradas 598 mil mortes em decorrência da doença, até o momento.

Na manhã desta terça-feira (5), morreu César Pinheiro, aos 77 anos. Ele é pai da médica negacionista Mayra Pinheiro, conhecida também por “Capitã Cloroquina”. Mayra é secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde e ganhou destaque ao defender o uso do “kit covid”. Em maio de 2021, durante depoimento na CPI da Covid, ela manteve a defesa dos remédios que não têm eficácia comprovada contra o novo coronavírus.

A informação do óbito foi divulgada pela família. César ficou internado por quatro meses por causa da covid-19, sendo três deles em UTI. Em agosto deste ano, recebeu alta, mas piorou e teve que voltar ao hospital.

César tinha câncer na próstata e asma, que o deixaram mais suscetível aos sintomas do novo coronavírus.

Quando internado anteriormente, Mayra Pinheiro disse que ele se tratou com hidroxicloroquina, ivermectina, bromexina, vitamina D e azitromicina. Porém, desta vez, não foi detalhado como foi o tratamento do pai da médica.

César Pinheiro era sobrinho do ex-presidente dos Diários Associados, Manuel Eduardo Pinheiro Campos e era filho de Milton Pinheiro, político ligado ao ex-governador Virgílio Távora. com DOL

Be the first to comment

Seja o primeiro a comentar