Mulher finge ter câncer terminal e arrecada R$ 115 mil em doações

Uma mulher de 28 anos fingiu ter câncer terminal e provocou uma onda de solidariedade após um ex-companheiro abrir uma página no site de financiamento coletivo GoFundMe para ela. Megan Scotcher acabou recebendo o equivalente a R$ 115 mil em doações — muitas delas de desconhecidos, sensibilizados com a “situação” da inglesa, moradora de Derbyshire (Inglaterra) que tem dois filhos.

Uma pessoa generosa chegou a fazer um percurso de mil quilômetros de bicicleta para arrecadar dinheiro para Megan, contou reportagem do “Metro”.

A fraude ocorreu entre junho e dezembro do ano passado. Nesta semana, um juiz condenou Megan a 10 meses de prisão. A pena, no entanto, foi suspensa por um ano, período no qual a condenada ficará sob observação da Justiça.

“Você contou uma mentira terrível para sua família e seus amigos”, disse o juiz Steven Coupland ao proferir a sentença. “O que você fez foi sério e causou muitos transtornos a família, amigos e pessoas que generosamente contribuíram e se sentiram exploradas”, acrescentou.

Muitos anos atrás, Megan teve um câncer, mas já tinha chegado à remissão da doença. Com Extra

Be the first to comment

Seja o primeiro a comentar