Mulher de Lázaro diz que policiais a torturaram para descobrirem paradeiro de serial killer

A esposa do serial killer, Lázaro Barbosa, disse que foi agredida por policiais para que ela informasse o paradeiro dele.

“O policial deu três, quatro tapas no meu rosto. Ele quebrou o rodo da minha tia e ia me bater com o cabo. Eu pensei comigo: Senhor, eu não acho justo eu apanhar com esse cabo de vassoura. O Senhor sabe que eu não sei onde ele está.”, disse ela, neste domingo (20), durante entrevista ao programa Domingo Espetacular.

Ela também também contou que foi ameaçada de ser afogada se ela não desse informações que colaborassem com as buscas da polícia pelo suspeito.  “Isso é um abuso, eles não podem bater na gente assim”. 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás afirmou que as denúncias serão apuradas. UOL

Be the first to comment

Seja o primeiro a comentar