Moradores de rua morrem em madrugada mais fria desde 2016 em São Paulo

Sete moradores de rua morreram na cidade de São Paulo na madrugada desta quarta-feira (30), segundo o Movimento Estadual dos Moradores em Situação de Rua. Os termômetros chegaram a 6º C na capital paulista, confirmando assim a madrugada mais fria dos últimos cinco anos.

Ainda de acordo com o movimento, três dos moradores estavam na Praça da Sé, um na Baixada do Glicério, um próximo ao Metrô Tiradentes, na região central da cidade, e dois na Barra Funda, na Zona Oeste.

Segundo o Padre Júlio Lancelotti, coordenador da Pastoral do Povo de Rua, o número de pessoas que segue nas ruas e resiste aos abrigos é alarmante e indica que o modelo de acolhimento da gestão atual não atende à essa população.

Em 2020, uma moradora de rua foi encontrada morta na Praça da Sé após a madrugada mais fria do ano passado. Em 2019, dois moradores de rua também morreram em uma madrugada de frio e chuva. com https://www.portaldoholanda.com.br

Be the first to comment

Seja o primeiro a comentar