Depressão não é frescura: 41,9% dos brasileiros já tiveram pensamentos suicidas

Depressão não é frescura

Segundo dados da Pesquisa Nacional da Saúde, divulgada pelo IBGE no final de 2020, o percentual de brasileiros que declaram terem recebido diagnóstico de depressão aumentou 34,2% em seis anos. Para 66% dos entrevistados da pesquisa Setembro Amarelo 2021, da Hibou, a falta de perspectiva econômica e o desemprego estão no topo da lista entre os fatores que acreditam estarem contribuindo para o aumento do número de casos de depressão nos últimos anos.O isolamento social – principal mudança na rotina de todos – foi mencionado por 61,3%, seguido pela falta de expectativa de vida e o excesso de informação, para 61,2%. Ainda na questão social, foram citados as dúvidas existenciais (43,1%); as cobranças familiares (39,8%); o luto (35,6%); a queda na religiosidade (30,7%); as rixas entre amigos e família por causas políticas (11,3%).

O sedentarismo e a falta de exercícios também foram considerados fatores de aumento da depressão, por 26,8%, além dos hábitos alimentares modernos, por 7,5%. Além disso, o aumento do uso de internet e redes sociais foi citado por 48,2%; os jogos eletrônicos e RPGs, por 14,4%, e os conteúdos dos filmes e séries de televisão, por 8,8%. Fatores externos como mudanças climáticas e desafios ecológicos também foram citados por 4,5%.

Como os brasileiros buscam ajudaPara encontrar ajuda em um momento de depressão, 92,6% acreditam que apoio profissional, de psicólogo ou psiquiatra, é o canal mais viável. 40,3% acreditam em conversa com familiares; 39%, centros de ajuda/grupos de apoio; 30,8%, em conversas com os amigos; 24,2%, apoio de outro conselheiro profissional; 17,7%, apoio de um líder religioso; 9,7%, Disque 188; 5,8%, fóruns e grupos de ajuda na internet; e 0,4% em nenhuma das alternativas.

De forma geral, 95,5% concordam que a busca por apoio como terapia, é o caminho para resgatar a autoestima. 91,9%, concordam que a família é essencial na busca pela melhora; 91,7%, acreditam que o ombro amigo é um abraço no momento da crise; 85,9% acreditam que dividir os problemas com amigos ajuda; 50,4%, afirmam que existe melhora com medicamentos; 28,2% concordam que todo depressivo é triste; 7,1% concordam que quem fala em se matar só quer chamar atenção; e para 6,1%, estar depressivo é sinônimo de fraqueza.Via Imirante.com

Be the first to comment

Seja o primeiro a comentar